Datafolha: Haddad sobe e Bolsonaro cai nas pesquisas

Na terceira pesquisa do Datafolha sobre a intenção de voto para presidente no segundo turno, o instituto afirma que a vantagem de Jair Bolsonaro, do PSL, sobre Fernando Haddad, do PT, caiu de 18 para 12 pontos percentuais nos votos válidos.

Os votos válidos excluem os votos em branco, nulos e o percentual de eleitores indecisos. A probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de 95 %, com margem de erro de dois pontos para mais ou para menos.

Jair Bolsonaro tinha 58% dos votos válidos; depois, 59%. Agora oscilou negativamente para 56%. Com a margem de erro tem de 54% a 58%.

Fernando Haddad tinha 42% dos votos válidos. Depois, 41%. Agora oscilou positivamente para 44%. Pela margem de erro, de 42% a 46%.

Quando entram na conta os eleitores indecisos e os votos em branco e nulos, os números do Datafolha ficam assim.

Jair Bolsonaro, do PSL, tinha 49% das intenções de voto. Depois, 50%. Agora, oscilou negativamente para 48%. Pela margem de erro, de 46% a 50%.

Fernando Haddad, do PT, tinha 36%; depois, 35%. Agora, oscilou positivamente para 38%. Com a margem de erro, de 36% a 40%.

Votos em branco e nulos somavam 8%, depois 10% e agora são 8%. Os que não souberam eram 6%, 5% e agora são 6%.

Rejeição

O Datafolha também pesquisou a rejeição. O instituto perguntou: “Entre estes candidatos a presidente, gostaria que você dissesse se votaria com certeza, talvez votasse ou não votaria de jeito nenhum”.

Na semana passada, 48% dos entrevistados disseram que votariam com certeza em Jair Bolsonaro. Agora, são 46%. Responderam que votariam com certeza em Fernando Haddad 33%. Agora, são 37%.

São 10% os que disseram que talvez votassem em Bolsonaro. Agora, são 9%. Responderam que talvez votassem em Haddad 12%. Agora, são 9%.

Disseram que não votariam de jeito nenhum em Bolsonaro 41%. Agora, são 44%. Responderam que não votariam de jeito nenhum em Haddad 54%. Agora, são 52%.

Para cada candidato, 1% disse que não sabe e agora, 2%.

Decisão do voto

O Datafolha também perguntou novamente aos entrevistados sobre a decisão de voto.

Entre os que disseram que vão votar em Jair Bolsonaro, 95% afirmaram, na semana passada, que estavam totalmente decididos em relação ao voto. Agora, são 94%. Eram 5% os que disseram que ainda poderiam mudar o voto. Agora, são 6%.

Entre os que disseram que vão votar em Fernando Haddad, 89% afirmaram na semana passada que estavam totalmente decididos. Agora, são 91%. Disseram que ainda poderiam mudar o voto 10%. Agora, são 9%.

Na pesquisa divulgada nesta quinta-feira, entre os que indicaram que vão votar em branco ou anular o voto, 78% disseram que estão totalmente decididos e 22% afirmaram que ainda podem mudar de ideia até a votação.

O Datafolha entrevistou 9.173 eleitores em 341 municípios. O levantamento foi contratado pela TV Globo e pela “Folha de S.Paulo”.

G1