Deputada Luizianne solicita informações sobre o caso Danielle Oliveira ocorrido em Pedra Branca no Ceará

A Comissão da Mulher da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira 15, requerimento da Deputada Federal Luizianne Lins (PT/CE) que solicita informações sobre as investigações do feminicídio da universitária Danielle Oliveira Silva, no dia 25 de abril, em Pedra Branca (CE).

A solicitação de dados foi dirigida ao Ministério Público, Secretaria de Segurança Pública e Polícia Militar do Ceará.

O Ceará está em segundo lugar nas estatísticas de mulheres assassinadas em 2018, com 447 homicídios, ficando atrás apenas de São Paulo. Comparado com 2017, o estado cearense apresentou um aumento de 27% no número de ocorrências. Uma mulher é morta a cada duas horas no Brasil e uma em cada cinco mulheres vítimas de violência diz ter sido agredida por um vizinho, segundo pesquisa Datafolha encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Diante desse cenário, é preciso garantir que mortes violentas de mulheres sejam qualificadas como feminicídio. “Os órgãos de investigação devem buscar agilidade e efetividade para solucionar crimes como esse e aplicar ao criminoso a pena adequada. A sensação de impunidade é um dos fatores do aumento dos casos de feminicídio”, explica Luizianne.

 

CORREIO NEWS