Secretário nega que agricultor teria capturado Zé do Valério

Na verdade, o agricultor teria feito apenas a denúncia anônima que resultou na prisão Zé do Valério, acusado de assassinar a estudante universitária Daniele de Oliveira Silva

Zé do Valério foi preso na manhã desta sexta-feira, 12
Zé do Valério foi preso na manhã desta sexta-feira, 12(Foto: Reprodução/Whatsapp)

 

Na verdade, o agricultor teria feito apenas a denúncia e não a captura do criminoso. De acordo com o major da PM Vicente Andrade, comandante do 7º BPM de Crateús, equipes policiais sempre estavam realizando cercos e buscas, com o objetivo de capturar Zé do Valério. Nesta sexta, em mais um dia de operação com o apoio de helicóptero do Ciopaer, a composição policial recebeu informações de um agricultor da localidade de Jatobá Medonho, no município de Buriti dos Montes, sobre o local exato onde Zé estava.

 

Na coletiva de imprensa, realizada durante a tarde desta sexta-feira, 12, a Polícia contou que Zé estava morando na beirada de um rio, se alimentando de animais de pesca da região. Ontem, quinta, 12, eles receberam uma denúncia anônima e conseguiram localizar o foragido na manhã de hoje. Zé portava uma arma e tentou fugir correndo, mas não atirou contra a polícia.

 

Por questão de segurança de Zé do Valério e dos policiais, não foi informado onde ele está agora e para onde vai. A Polícia nega veementemente as versões de que alguém havia o capturado. Sobre o período em que esteve foragido, a Polícia conta que muita coisa será explicada durante o depoimento. Eles também vão apurar as informações de crimes que Zé teria cometido durante esse período de fuga, como roubo de alimentos. Existem suspeitas de que ele teria praticado um crime em 2013, mas não há confirmação. Ele tem um mandado aberto por homicídio e agora serão investigados os outros crimes.

 

Estavam presentes na coletiva, que aconteceu na sede da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o secretário da pasta, André Costa; o comandante geral da PMCE, coronel Alexandre Ávila; delegado geral da Polícia Civil, Marcus Rattacaso; comandante de Policiamento do Interior Norte (CPI-Norte), coronel PM Ronaldo Silva e Ricardo Pinheiro, diretor do Departamento de Polícia do Interior Sul.

Com informações do repórter Igor Cavalcante