Vereadora Marilene declara repasses de 18 mil da prefeitura para rádio Trapiá na gestão Góis

Na sessão ordinária desta sexta-feira 12, a Vereadora Marilene Oliveira, usou a tribuna no plenário da Câmara Municipal de Pedra Branca para ressaltar sobre fatos ocorridos na gestão do Prefeito afastado Antônio Góis.

 

A vereadora relatou perante a tribuna do legislativo que está de cabeça erguida e que não teve nenhuma participação sobre o afastamento de Góis da prefeitura municipal e cita que por diversas vezes no uso de suas palavras em algumas sessões da Câmara que: “Pedra Branca está sendo comandada por uma quadrilha”, “quadrilha de pai pra filho”, “quadrilha da fraternidade”. 

 

A vereadora ainda afirmou não ser da base aliada do Prefeito em exercício Júnior do Gilberto, e se diz ser como sempre foi na câmara municipal, oposição com responsabilidade, e o que se for preciso e o que estiver de errado, irá cobrar para o povo de Pedra Branca.

 

Já no final de suas palavras a vereadora Marilene Oliveira afirmou categoricamente sobre um programa jornalístico da emissora de rádio AM Trapiá de propriedade do prefeito afastado Góis, que vai ao ar semanalmente ao meio-dia, que o radialista, “É pago pra mentir”, e ressaltou que “o município repassava, R$ 18 mil reais para a rádio AM Trapiá“.

 

“E o nosso povo tem que parar de ser enganado, o povo da Pedra Branca tem que ser respeitado, o povo de Pedra Branca merece respeito”! Palavras da vereadora Marilene Oliveira.

 

Veja o vídeo na reportagem do SV TV

 

CORREIO NEWS